[AME] A MARI

[AME] MARI

 

mari

 

ELA POR ELA MESMA…

 

“Sou a Mari, tenho 22 anos, pisciana (não sou iludida, juro!), estudante de Têxtil e Moda da Universidade de São Paulo e Analista de Mercado EMODA.

Posso dizer que já passei por quase todas as áreas da moda (meeeesmo), organizando cronologicamente fica assim:

Fiz técnico de moda e, nessa época, fui trabalhar no ateliê de modelagem de uma professora. Adorava – e ainda adoro – modelagem, mas vi que não era o que queria fazer da vida.

No ano seguinte, fui assistente de estilo da Amapô – maior aprendizado da minha vida até agora! Apesar de ter sido contratada para criação, aprendi muito sobre organização de desfiles, bordado manual, desenvolvimento de estampa e sobre a cadeia de confecção no geral.

Nessa época, já estava na faculdade e decidi focar nos estudos e me aventurar na área de pesquisas. Então fiz a DOIDEIRA de começar uma Iniciação Científica com o tema “Nanotecnologia na Indústria Têxtil”, abrangendo todas as áreas têxteis (extração de fibras, fiação, tecelagem, etc). Gostei muito da experiência, me rendeu duas viagens, para Blumenau e São Carlos, mas ainda não era o “meu lugar”.

Finalmente decidi aproveitar a flexibilidade multidisciplinar que a USP proporciona e estudar Marketing, Economia e tudo que pudesse me dar uma visão mais abrangente sobre o mercado de moda. E aí TCHARAM: descobri que queria trabalhar com isso! Me inscrevi em alguns estágios apenas na área de marketing de moda e fui parar no Megafashion, que foi minha porta de entrada para o EMODA.

Eu amo trabalhar em uma Startup, amo o sentimento de estar participando do “novo”, porque o EMODA para mim significa isso: uma revolução no mercado de atacado de moda. Nosso dia-a-dia se baseia em encontrar soluções na relação entre boutiques e marcas, construindo o futuro do setor de atacado. Ser uma AME significa entender tudo sobre as marcas que trabalhamos, ter relação direta com as boutiques, produzir conteúdo de moda para nossos clientes, estar atenta às informações e eventos do mundo fashion e, acima de tudo, acreditar e executar nosso modelo de negócio.

 

DEFININDO O ESTILO MARI…

 

Já fui dessas adolescentes que ficam malucas atrás de tendências rsrs. Hoje uso apenas o que eu gosto! Tento manter a linha fashion, mas muitas vezes sou mais básica quando a correria do dia-a-dia pede conforto. Já fui beeem menina da praia também, agora tento ser mais adulta, mas mantendo o look contemporâneo. Minhas peças coringas, aquelas que mais uso no dia-a-dia são:

  • Calça skinny preta
  • Coletes jeans e de pêlos
  • Saia de couro preto
  • Vestidos slip dress
  • Croppeds
  • Bota over the knee (no inverno)
  • Sapatilhas e saltos diversos
  • Vestidos floridos
  • Maxibolsas e bolsas tiracolo pretas ou nudes/rosa quartz
  • Acessórios diversos (anéis finos e pequenos, choker, pulseiras Life, óculos de sol, etc)

mari3

 

img_6678_1

 

 

Em relação à maquiagem sou bem eclética, às vezes quero olhão e bocão, em outros dias sou mais básica e uso apenas o combo base+rímel+batom nude. Meu vício na vida são cremes, perfumes e cosméticos para cabelo (não abro mão dos fios mais claros, então manter a hidratação fica mais difícil rsrs).

mari2

Viajar é o que mais gosto, com toda certeza! Troco qualquer balada ou restaurante caro por um mergulho no mar. Ainda – no quarto ano – sou viciada nas festas da faculdade, cervejadas, inters e afins. Qualquer festa balada que toque esses pops de diva, também me diverte muito. Fiz vários tipos de dança ao longo dos anos (ballet, pop, do ventre), mas larguei tudo pra me dedicar a vida de maromba (bad choice?). Já fui bem chata com música, mas a faculdade é um exercício de tolerância musical bem grande, hoje em dia gosto até de sertanejo (ué?). Conheci os principais lugares de São Paulo na adolescência e início da vida adulta, mas agora sempre que posso dou uma fugidinha para o interior. Amo dirigir, amo estar na estrada e meu sonho é expandir meus horizontes e conhecer o mundo.”

No Comments
Leave a Comment: